Quando falamos em desenvolvimento de software, uma atributo deve ser levado em conta sempre: a qualidade. Para obter esse atributo é preciso manter uma série de critérios. A concorrência no mercado é alta e para garantir a competitividade é preciso atender a vários itens importantes.

Neste post, nós vamos listar alguns dos principais critérios que você deve observar para que a qualidade de um software seja alcançada e seus usuários fiquem satisfeitos e tenham uma boa experiência com seu uso. Continue acompanhando para saber mais!

1. Regras de Negócio, Requisitos Funcionais e Não Funcionais

Geralmente, constrói-se um software com objetivo de automatizar determinada atividade, através de requisitos, sendo que um requisito de software é sustentado pelas regras de negócios, requisitos funcionais e requisitos não funcionais. Ou seja, na construção de um novo sistema deve-se considerar os desejos de sua empresa para o novo software, que serão os requisitos do programa.

Em um processo de desenvolvimento de software, confundir regras de negócios com requisitos pode gerar problemas, tanto para o gestor do projeto, quanto para o desenvolvedor. Por isso, vamos explicar cada um deles.

Podemos descrever Regras de Negócios como um conjunto de critérios, restrições, validações, condições ou exceções que o software a ser desenvolvido deverá contemplar. Por exemplo, uma regra de negócio em um software de vendas de produtos seria uma condição – “Conceder desconto de 20% em um pedido que contemple 5 itens do mesmo produto”.

Já os Requisitos Funcionais estão ligados às funcionalidades do software. Neste mesmo exemplo, o requisito funcional seria o software ter a capacidade de conceder desconto e seguindo as regras de negócio, observaria as condições para aplicabilidade desta função. Assim, os requisitos funcionais devem descrever como cada funcionalidade é desenvolvida, suas entradas, comportamentos e saídas e se atende ou não o que foi especificado nas regras de negócio.

Por fim, os Requisitos Não Funcionais são aqueles ligados à atributos de qualidade, como performance esperada, segurança e como se dará sua manutenibilidade são alguns exemplos. Podemos dizer que esse ponto faz parte dos alicerces do desenvolvimento e pode-se medir a qualidade do software construído em relação à essas expectativas.

2. UI e UX

UI, sigla para user interface é o conceito de desenvolvimento e construção do design da interface do usuário dentro da aplicação, o modo como as informações estarão distribuídas, cores, organização de telas e outros pontos. Ou seja, basicamente é o modo como os usuários irão interagir com seu aplicativo.

A user experience muitas vezes se confunde com UI, no entanto, não são a mesma coisa. O termo anterior está contido no UX, mas esse conceito é algo maior que abrange toda a facilidade de uso da aplicação.

As mesmas boas práticas existentes para UI servem também para UX. Durante o desenvolvimento é preciso realizar uma série de avaliações de experiência junto aos usuários finais a fim de avaliar a aceitação do sistema.

3. Teste de software

Os testes de software são o processo pelo qual o sistema passará por uma série de interações que visam verificar e identificar todas as falhas que prejudiquem os critérios garantidores da qualidade. Dessa forma, é assegurado o cumprimento de todos os requisitos, funcionais e não funcionais, e regras de negócio.

O teste é essencial para o sucesso de uma aplicação, pois, é por meio dele que são identificados quaisquer problemas antes de um lançamento, que, caso não saia como o planejado, pode prejudicar a imagem e o modo de utilização da aplicação.

O ideal é buscar por empresas especializadas na condução desse tipo de rotina, que contam com profissionais qualificados e com know-how comprovado para a realização de testes que verifiquem requisitos funcionais, requisitos não funcionais e as regras de negócio. 

A qualidade de um software é fundamental para a sua aceitação no mercado e conquista de espaço diante de um ambiente saturado de aplicações. Por conta disso, buscar atender a todos os critérios que definem esse atributo é tão importante.

Gostou deste post? Então compartilhe agora mesmo em suas redes sociais!