O que são Soft Skills?

No mercado de trabalho atual em que as equipes possuem cada vez mais autonomia em diversas decisões, é muito comum ouvirmos falar de soft skills. Mas afinal, o que seriam estas soft skills?

Basicamente, as soft skills são um conjunto de habilidades e competências relacionadas ao comportamento humano. Diferente das hard skills, que representavam o conhecimento teórico e/ou prático de um determinado assunto ou processo que nós obtemos em nossos estudos universitários, as soft skills são relacionadas à forma como agimos diante de cada situação, como por exemplo nossa inteligência emocional, que é a capacidade de lidarmos bem com as próprias emoções e usar essa energia a nosso favor, sem impulsividade ou arrependimento posterior.

Com essa maior autonomia dada às equipes para prover mais agilidade no dia a dia de trabalho, as soft skills ganharam muito mais espaço nos resultados das avaliações dos profissionais da empresa, seja na visão do RH no momento da contratação de novos colaboradores tanto quanto na avaliação de desempenho da equipe após determinado projeto ou período.

Da mesma maneira que as hard skills, as soft skills mais importantes para cada um em seu desempenho também podem variar dependendo do cargo que ocupa na empresa. Um gestor, por exemplo, precisa demonstrar habilidades comportamentais diferentes daqueles que lidera, mas esses, também, se beneficiam quando desenvolvem as características deles esperadas, portanto, hoje se faz muito importante para os profissionais entender os principais desafios de sua função para que, junto com o autoconhecimento, possa avaliar quais são as soft skills que precisa desenvolver para melhorar seu desempenho ou para alcançar um novo cargo dentro da organização.

Para os profissionais de QA, podemos identificar diversas soft skills que, se bem desenvolvidas, podem agregar muito valor ao seu trabalho e da equipe. São elas:

  • Escuta ativa – saber ouvir o que se espera de uma tarefa, projeto ou solução é fundamental para que o resultado seja alcançado;
  • Habilidade de Escrita – não há como garantir a qualidade de um produto sem que se tenha a habilidade de bem escrever, dado que documentos são gerados a partir do processo de qualidade e precisam ser inteligíveis;
  • Adaptabilidade – os times são heterogêneos e, entender a dinâmica individual de cada profissional que compõe esse time é de suma importância, a fim de que haja uma adaptação do todo. Este comportamento é esperado de todos os componentes de um time;
  • Pensamento Analítico, criatividade e observação – para um profissional de QA, este é o pacote de ouro. Este trio de habilidades direciona o pensamento e comportamento do QA para definições e resultados qualitativos mais acertados;
  • Aprendizado Contínuo – esta soft skill é quase mandatória para qualquer profissional de qualquer área, e não seria diferente com o nosso QA. A busca constante pelo conhecimento ajuda os profissionais a estarem sempre par e passo com a tecnologia e os assuntos do momento.

Além destas existem muitas outras soft skills importantes para todos os profissionais independente de seu cargo ou ramo de atividade, como por exemplo, simpatia, colaboração, inteligência emocional, honestidade, generosidade, ética e confiabilidade. Muitas destas e outras já são intrínsecas em nós através de nossas crenças e valores pessoais, porém é muito importante sabermos distinguir nosso comportamento diante de cada situação, separando bem o profissional do pessoal.

FONTES: Cristiane Thiel, FIA, ONIRIA e Diferença