Durante as décadas de 1970 e 1980, os filmes e séries de TV’s futuristas traziam carros voadores e casas inteligentes, em que tudo era automatizado e prático. Algumas tecnologias como essas já estão aí, conectadas à rede e entre si — facilitando a vida de pessoas e empresas mundo afora, graças à internet das coisas.

Nas empresas, a internet das coisas está presente desde a portaria até a sala da diretoria, agilizando processos e provendo segurança. Quer saber mais sobre a transformação digital que a IoT tem nos proporcionado? Então, continue a leitura e confira!

Afinal, o que é a internet das coisas?

A internet das coisas — Internet of Things (IoT), em inglês — é um conceito criado para designar a conexão de objetos à internet e entre si. Não estamos falando apenas dos objetos que tradicionalmente conectamos à web, como PC’s, tablets ou smartphones. O conceito de IoT abrange a conexão de todos os objetos possíveis, desde um microchip até um carro ou uma casa.

A automação e conexão de objetos traz oportunidades infinitas, desde a coleta de informações em tempo real até o aperfeiçoamento da inteligência artificial — em que os objetos melhoram o seu desempenho e aprimoram as suas funções conforme são utilizados.

Como a internet das coisas está mudando o dia a dia das pessoas?

Para que você possa entender de forma mais prática os impactos positivos que a internet das coisas traz para a rotina das pessoas, confira os exemplos abaixo.

Casas inteligentes

Calma! Não estamos falando de filmes do Spielberg ou de um episódio de “Os Jetsons”, as casas inteligentes já existem e estão cada vez mais acessíveis. Um dos impulsionadores dessa popularização foi a criação do Amazon Echo, um software de casa inteligente que traz uma assistente virtual chamada Alexa. Essa assistente virtual pode ser utilizada para agilizar tarefas rotineiras, como chamar um táxi, tocar uma música, fazer pesquisas etc. Tudo sem que você necessite levantar do sofá.

Os assistentes virtuais poderão se conectar com os eletrodomésticos, agilizando situações rotineiras, como a preparação do café da manhã, o controle do ar-condicionado ou aquecedor e a preparação de alimentos. Tudo poderá ser programado por comando de voz, ou até otimizado, para que os aparelhos se adaptem à rotina dos moradores, antecipando os procedimentos do dia a dia.

Lâmpadas Inteligentes

Quem nunca esqueceu de apagar a luz de um local e ficou com preguiça de ir ao interruptor desligar? Fique sabendo que a internet das coisas pode ajudar você a evitar a fadiga nesses momentos, e nem é preciso morar em uma casa totalmente high-tech. As lâmpadas inteligentes podem ser ligadas e desligadas diretamente do seu smartphone. Além disso, você também poderá controlar a intensidade e a cor da luz, além de programá-las para acender ou apagar automaticamente.

Cadeado Inteligente

Perdeu as chaves de casa e ficou pro lado de fora? Seus problemas acabaram! Ou melhor, estão prestes a acabar, graças aos cadeados e fechaduras inteligentes. Os sensores e trancas podem ser destravados pelo smartphone ou por biometria. Você também poderá autorizar que seus amigos e parentes tenham entrada liberada com seus aparelhos por um período pré-determinado.

Carros autônomos

Você acorda cansado, com previsão de pegar um trânsito pesado de horas, e sua única vontade é deitar, tirar um cochilo e só acordar quando chegar ao trabalho. Infelizmente, nem todos podemos contratar um motorista para nos levar e buscar do trabalho todos os dias, mas, com os carros inteligentes, você poderá fazer tudo o que quiser de sua casa até o trabalho.

Os carros autônomos, que já estão sendo testados, conseguem se guiar com o apoio de GPS e de sensores colocados nas estradas. Assim, esses automóveis poderão mapear a rua e traçar as melhores rotas, recebendo informações em tempo real e de outros carros sobre as vias mais congestionadas.

Além disso, por meio de assistentes virtuais, o usuário poderá fazer consultas por voz, podendo até descobrir vagas para estacionar sem necessidade de dar inúmeras voltas em um mesmo local.

Qual é o impacto da internet das coisas nas empresas?

Não há limites quando o assunto é sobre objetos conectados, eles podem ser utilizados em todos os setores de uma empresa. Não estão restritos a grandes corporações ou gigantes do setor tecnológico. A internet das coisas é democrática.

Da portaria, com câmeras com reconhecimento facial, que se conectam com um software de registros do RH, até um sensor de produção, que identifica se um produto está no tamanho padrão, a IoT pode estar em absolutamente qualquer local, com planejamento tudo pode ser otimizado e melhorado. Veja abaixo alguns exemplos práticos!

IoT na indústria 4.0

Provavelmente você já ouviu falar em indústria 4.0, correto? Fique sabendo que a internet das coisas é um dos pilares tecnológicos que direcionam esse novo conceito de indústria. Nela, todo os setores se beneficiam de otimizações tecnológicas, como na entrada de mercadorias, em que os leitores de códigos de barras são conectados ao estoque e a programas que avisam automaticamente os fornecedores sobre a necessidade de reposição de produtos.

Na produção, a IoT colabora com o controle de qualidade em tempo real, diminuindo a margem de erro e eliminando retrabalhos — que atrasam a entrega e geram demanda por mão de obra de ajustes. Com uma produção controlada por ferramentas com sensores conectados, as melhorias podem acontecer durante o processo, sem a necessidade de paradas e auditorias, pois os relatórios poderão ser retirados a qualquer momento.

IoT nas empresas de transporte

As empresas de transporte estão entre as pioneiras no uso da internet das coisas, com a implantação do rastreamento por GPS. Por meio desse rastreamento, a central pode identificar em tempo real o local exato em que o veículo se encontra, e até definir quanto tempo ele levará até chegar ao destino. Os rastreadores colaboram também para a segurança das cargas.

As empresas de transporte público também aderiram à internet das coisas e, nas grandes e médias cidades mais desenvolvidas do Brasil, já é possível saber, via app de smartphone, o local exato em que o ônibus ou metrô está e o tempo aproximado que levará a até o ponto ou estação, facilitando o planejamento do usuário.

IoT na automação de ambiente empresarial

O ambiente empresarial também ganha muito com a implementação da internet das coisas. Toda a parte de infraestrutura pode ser beneficiada, levando à economia de recursos, como água, luz e gás, e melhorando a gestão.

Os sensores de presença já nos ajudam a evitar desperdícios de energia, mas, com eles conectados e sincronizados com um programa, é possível obter dados mais precisos sobre os locais que mais consomem, os espaços mais frequentados e tempo de consumo médio de cada setor.

O mesmo vale para os recursos hídricos, que podem ter a vazão controlada com equipamentos que calculam a quantidade exata de água utilizada em descargas ou bebedouros, e o próprio abastecimento, gerando dados em tempo real.

Percebeu como a internet das coisas não é coisa de filme futurista? Ela já está presente em nosso dia a dia e a tendência é que sejamos cada vez mais impactados com essa tecnologia, em nossas vidas, tanto pessoal quanto profissional.

Gostou do post? Você já se beneficia do uso da internet das coisas? Divida com a gente nos comentários, contando suas experiências!