A Inteligência Artificial (IA) já foi retratada em inúmeros filmes e séries futuristas e, por incrível que pareça, em pleno ano 2018, muita gente ainda acredita que essa tecnologia é “coisa” de ficção científica.

Algumas pessoas acham que a Inteligência Artificial está restrita às grandes corporações tecnológicas e só é utilizada em projetos altamente sofisticados. O fato é que a IA está presente em nosso dia a dia, de várias maneiras: em nossos eletrodomésticos e eletrônicos, no trabalho e nas formas de entretenimento.

Quer saber mais curiosidades sobre a Inteligência Artificial? Continue lendo.

O que é Inteligência Artificial?

O conceito de Inteligência Artificial foi elaborado em 1955 pelo professor universitário John McCarthy. O termo foi criado para fazer referência a softwares que têm capacidade de fazer conexões e relações lógicas semelhantes ao raciocínio humano.

O objetivo de pesquisadores e desenvolvedores da Inteligência Artificial é criar uma máquina capaz de aprender, deduzir e abstrair, assim como a mente humana. 

Aprendizado autônomo

Com o crescimento e a popularização da internet, das redes sociais e dos dispositivos móveis, houve uma explosão na produção de dados mundial. Essa profusão de informações serve de base para a evolução de uma Inteligência Artificial autônoma, que aprende sem a interferência humana. Essa tecnologia, que está dentro do escopo da Inteligência Artificial, é chamada de Machine Learning — ou aprendizado de máquina, em tradução literal.

Como a Inteligência Artificial está inserida em nosso cotidiano?

A maioria dos dispositivos e gadgets que utilizamos diariamente tem alguma tecnologia derivada da Inteligência Artificial. Alguns aparelhos eletrônicos podem ser programados para aprender conforme a rotina do usuário e começam a se ajustar para funcionar de forma autônoma.

Os termostatos inteligentes são um bom exemplo: além de se ajustarem automaticamente, de acordo com a temperatura ambiente, já existem aparelhos que memorizam os principais horários em que são acionados e as temperaturas que os usuários preferem regularmente, passando a funcionar sozinhos.

Atendentes virtuais         

Empresas prestadoras de serviço e de suporte já estão apostando nos práticos e polêmicos assistentes virtuais. São algoritmos capazes de decifrar as solicitações do cliente, seja por voz ou por digitação, e oferecem soluções de forma autônoma.

Esses atendentes virtuais acessam os bancos de dados das empresas e os mais robustos buscam respostas na própria web para refinar o atendimento. Os que são projetados com o Machine Learning melhoram o desempenho de acordo com feedbacks e avaliações dos clientes, refinando e aperfeiçoando as respostas, conforme recebem mais dados.

Como a Inteligência Artificial é utilizada pelas empresas?

Há quem preveja um mundo em que as máquinas assumirão todas as funções humanas. Isso, inclusive, é tema de estudos. A grande questão é achar o ponto de equilíbrio entre as vantagens de se utilizar a Inteligência Artificial como uma ferramenta benéfica para melhorar a vida de pessoas e corporações e a possibilidade de as máquinas acabarem com os empregos e até mesmo substituírem os seres humanos em relacionamentos interpessoais.

Por outro lado, a IA poderá ser o diferencial para o diagnóstico preciso de doenças graves, como câncer — aliás, isso já é uma realidade. Entre polêmicas e benefícios incalculáveis, a Inteligência Artificial já faz parte dos processos e serviços de grandes empresas mundo afora nas mais variadas áreas. Confira algumas abaixo.

Entretenimento

Se você tem o hábito de assistir a filmes e séries na Netflix, já percebeu que a plataforma faz recomendações de programas de acordo com o que você vê ou busca. O algoritmo cruza as suas escolhas e recomenda conteúdos semelhantes. Quanto mais você utiliza o Netflix, mais informações a Inteligência Artificial terá para refinar as indicações e fazer sugestões mais eficientes.

O mesmo processo acontece em apps de músicas, como o Spotify, que têm capacidade de montar múltiplas playlists personalizadas para cada usuário, de acordo com as canções e os estilos musicais mais ouvidos por ele.

Internet banking

Hoje em dia, já é possível fazer aplicações e investimentos diretamente em softwares mobiles dotados de Inteligência Artificial, que efetuam análises em tempo real. Além disso, os bancos estão utilizando a IA para recomendar automaticamente produtos e serviços aos clientes de acordo com o perfil.

Como uma das maiores preocupações em relação às movimentações bancárias é a segurança, a Inteligência Artificial também está sendo utilizada nesse quesito. Quando uma movimentação suspeita em uma conta é identificada, uma notificação é enviada em tempo real para que o cliente confirme a autenticidade da transação.

Indústria 4.0

As indústrias foram pioneiras na transformação digital e no uso da Inteligência Artificial em seus processos. Começaram com programações simples, para funções básicas, mas logo foram ganhando algoritmos mais robustos que, além da função de operação, passaram a colher dados, ajudando em controle de qualidade e redução de desperdícios.

E-commerce

Durante um bom tempo, fazer compras em e-commerce foi visto com certa desconfiança, pois muitas pessoas tinham medo de que seus dados bancários fossem roubados; outras ficavam receosas em comprar e não receber o produto. Hoje a compra online já é um hábito consolidado e ganha cada vez mais adeptos, tanto pela praticidade quanto pelos preços.

Até as grandes lojas de varejo — Casas Bahia, Ricardo Eletro, Americanas etc. — estão investindo pesado em suas lojas virtuais. A adesão à Inteligência Artificial é um fator preponderante na disputa por um mercado cada vez mais concorrido.

Os sites utilizam a Inteligência Artificial para recomendar produtos de acordo com o perfil do visitante, baseados em compras ou em buscas recentes. Já os assistentes virtuais, dotados de IA, são direcionados tanto a tirar dúvidas quanto a acompanhar pedidos.

Carros inteligentes

O Google está disposto a investir pesado em desenvolvimento e aperfeiçoamento dos carros autônomos. Com a Inteligência Artificial, os veículos podem, por meio de sensores, identificar obstáculos nas ruas e percorrer grandes distâncias sem necessidade de motoristas.

Além disso, os automóveis inteligentes poderão acessar a web e se comunicar com outros veículos, recebendo informações sobre as condições de trânsito para acessar a via menos congestionada e buscar vagas de estacionamento.

Viu como a Inteligência Artificial já saiu da ficção e faz parte do nosso dia a dia? A tendência é ficarmos cada vez mais imersos nesse universo tecnológico, que otimizará a nossa rotina e os processos produtivos das empresas, a fim de melhorar a qualidade de produtos/serviços e reduzir custos operacionais.

Gostou do nosso post? Então continue estudando para modernizar sua empresa e confira já qual é a importância da verificação de requisitos em projetos. Boa leitura!