O conceito de Chapter é extremamente procurado, mas você sabe qual é a origem desse importante papel? É muito legal saber que a base, origem e primeiros relatos, foram apresentados por uma empresa moderna, cheia de bagagem, a Spotify… sabe aquela do streaming de música?!

Aproveitando o melhor das práticas ágeis existentes como Lean, Scrum, Kanban, XP e Agile, a Spotify (empresa Sueca de streaming de música) desenvolveu o seu próprio modelo, a Squad (Esquadra ou Esquadrão. Porém, diferentemente do Scrum, a Squad conta com times num modelo baseado numa em matriz de orientação vertical e horizontal.

Orientação Vertical: São verticalmente agrupados por produtos, por features ou por área de negócio:

  • squads (multidisciplinares)
  • tribos (devem conter uma série de squads que possuam funcionalidades e objetivos similares.)

Orientação Horizontal: São horizontalmente agrupados por skills ou interesses:

  • chapters
  • guilds (grupo que pode ser de squads ou tribos diferentes)

Esse modelo gerou resultados, ganhou adeptos no Brasil e no mundo, e vem sendo utilizado em Startups e Empresas de mentalidade contemporânea e com alto grau de digitalização.

Uma vez compreendida sua origem, o que vem a ser um Chapter?

O Chapter é um grupo horizontal, orientado por função, que agrega profissionais com responsabilidades e habilidades semelhantes. Seu objetivo é promover a troca de experiências, de melhores práticas e desafios enfrentados, na busca pela sinergia de crescimento profissional, no campo do conhecimento e da produtividade. Os encontros frequentes promovem esta troca de experiências e informações.

Um Chapter pode ser criado com profissionais (agentes do grupo) que tenham funções e interesses em comum, como por exemplo, com profissionais de Qualidade de Software.

Mas por que criar um Chapter de QA? Alguns dos principais benefícios de se criar um QA Chapter são:

  • Um QA Chapter pode ajudar no alinhamento e amadurecimento do time. A troca de informações, dúvidas e explicações compartilhadas fazem com que os Chapters  adquiram conhecimento não só a partir de suas experiências individuais, mas também em decorrência das experiências vividas por outros Chapters do grupo.
  • Profissionais de times diferentes que estejam enfrentando dificuldades similares podem se ajudar e buscar soluções em conjunto e de forma mais eficiente.
  • Através do compartilhamento de conhecimento, “lacunas” que não haviam sido preenchidas na “base” do aprendizado podem ser percebidas e tratadas.
  • Discutir sobre novas tecnologias beneficia não só a carreira dos Chapters mas também contribui para a melhoria das entregas.
  • A sinergia muda e a Melhoria Contínua torna-se o foco principal de todos.

Qual é a melhor forma de se implementar um QA Chapter?

  1. O primeiro passo é convidar os QA’s das Squads que integrarão o grupo e definir um ponto focal.
  2. É necessário trabalhar o pensamento de que a autonomia de cada profissional tem que caminhar em harmonia com o alinhamento entre o time e assegurar que o grupo compreendeu o funcionamento do QA Chapter.
  3. É muito importante que se respondam às seguintes perguntas, previstas no

“Fluxo da primeira reunião”, para que se defina

  1. Quais tipos de problemas o time objetivará resolver?
  2. Qual é o propósito do QA Chapter
  3. De que forma o QA Chapter facilitará a rotina do time?
  4. Será necessário definir o tempo de duração das reuniões, a periodicidade e eleger um responsável (Facilitador ou Chapter Leader).

A função do Chapter Leader será liderar o time técnica e funcionalmente. Sua missão é guiar o grupo e auxiliar no desenvolvimento de suas habilidades, bem como manter o foco e a comunicação do time. O responsável pode apresentar assuntos e incentivar a participação do time, com o objetivo de disseminar conhecimento. O ideal é que cada reunião tenha um responsável diferente pela apresentação.

E o que acontece nas próximas reuniões…

Uma vez que a base do Chapter já está definida, as próximas reuniões serão conduzidas de acordo com o tema e as prioridades que foram alinhadas pelo grupo. (pode ser um debate, uma apresentação, um treinamento…). 

A cada reunião o time alinha a próxima reunião.

Bons temas para as reuniões de QA Chapter são: Automação de testes, processos de testes, Certificações, Soft Skills, novas tecnologias, melhores práticas, dentre outras.

O QA Chapter deve sempre ter em mente:

  • O acompanhamento é primordial. A ferramenta de gestão escolhida deve estar sempre atualizada, as prioridades alinhadas.
  • A organização é importante, em relação aos materiais produzidos que formarão a base de conhecimento do Chapter e em relação a tudo o que for alinhado com o grupo. Um time desorganizado desmotiva seus participantes.
  • É necessário definir um meio de comunicação para que o time mantenha contato e receba auxílio. 
  • O time precisa se manter engajado. Para isso, é necessário reforçar sempre missão e propósito do grupo. Se algo precisar ser ajustado, precisa ser feito com o cuidado de que todos sejam informados e compreendam os ajustes.

E aí, se identificou com o Chapter? Que tal aplicar na sua equipe, numa QA Chapter completa?

Fontes: LinkedIn e Qulture

Por: Sorahya Alves